Imagem capa - Como foi minha palestra no Wedding Brasil 2017 por Rafael Ohana
Vida do Ohana

Como foi minha palestra no Wedding Brasil 2017

Como foi ser palestrante do Wedding Brasil 2017


Sabe aquele dia que aparentemente era para ser um dia normal e tudo de repente se transforma em um dia muito louco, como se você tivesse ganhado na loteria? Foi assim que me senti em meados de 2016 quando recebi o convite para palestrar no Wedding Brasil (o maior congresso de fotografia e filmografia para casamentos da América Latina). Fiquei branco, roxo, verde e uma sensação de cagaço. Quase disse que não com medo da responsabilidade. Mas prometi a mim mesmo que não iria negar mais nenhum desafio.



Fiquei meses extremamente ansioso pela chegada do grande dia. Passei por muitas barras nesse meio termo. A morte de um dos meus maiores heróis, meu avô, que foi um grande responsável na construção do meu caráter foi  me deixou muito triste, mas ao mesmo tempo me sentia estimulado a fazer um bom trabalho, pois sei que onde quer que ele esteja, sei que ele me acompanhou nesses processos difíceis.


Um dos meus desejos de vida é ser famoso pelo o que eu faço. Quando cheguei no evento, senti  um pouco desse gosto. Tinha um camarim pros palestrantes. Estava no meio de muitos profissionais que admiro muito. Foi fantástico estar no meio deles e poder dividir o mesmo espaço. Muitas pessoas tiraram fotos comigo e algumas até me pediram autógrafo. =0 Me senti exatamente como queria me sentir. Esse calor humano e o sentimento de admiração das pessoas com o meu trabalho. Me senti completo, mesmo faltando peças.



Minha palestra foi no último dia. A última palestra do núcleo de tecnologia. Estava preparado para minha palestra. Estava preparado e nervoso como se fosse entrar pela primeira vez em uma montanha russa de 20 loopings. Nada podia dar errado, mas sabe como é a lei de Murphy. O som dos meus vídeos e Slideshows não saiam nas caixas de som. Isso me deixou desconsertado e nervoso. Vi que algumas pessoas começaram a sair quando a apresentação começou a falhar e meu nervosismo ficou aparente.  Mas tudo bem, é assim mesmo. A maioria das palestras deu algum tipo de piripaque nos equipamentos da infra-estrutura e isso desestimula mesmo algumas pessoas.




Mas tirando isso, tudo deu certo no final dascontas e os que ficaram na palestra me deram muita energia para passar meuconteúdo. Aquelas pessoas todas que estavam ali fizeram me sentir no céu.Palestrar no Wedding Brasil no final das contas foi como zerar a vida. Fecharcom chave de ouro um ciclo da minha vida. 


Agradeço muito ao meu brother Gabriel Pelaquim por me ajudar na parte de tecnologia das apresentações e por fotografar minha palestra. Valeu mano velho!




Obrigado à todos pela presença!!!